02 fevereiro 2012

Miss Stressful

Relaxada, serena, calma são adjectivos que a mim não me assistem… Tenho efémeros momentos destes mas são tão, mas tão, efémeros que quase não dou conta da sua existência…
Há anos que tento descobrir a causa deste fenómeno na minha pessoa mas, por mais que tente, não a descubro. E acreditem que, para meu bem (e de todos os que me rodeiam eheheheh), gostava de ser ligeiramente mais descontraída, mais despreocupada com a vida, mais Laissez-faire

Mas que culpa tenho eu de ter nascido assim? Dinâmica, pró-activa, incapaz de estar parada muito tempo, responsável e com responsabilidades???
Foi assim que me educaram e a minha parte genética também deve possuir forte propensão para a actividade…

Sou uma preocupada nata…

Se tenho que acordar cedo, porque tenho algum compromisso pela manhã, é porque tenho que acordar cedo (e isso dá cabo de mim) e já nem durmo tranquilamente a pensar no assunto (compreenda-se assunto, com o compromisso matutino, não com o facto de dormir poucas horas, que isso é assunto para outras 5 páginas); se, por acaso, posso acordar mais tarde (sabe-me bem como o raio J) é porque perdi metade do dia nos braços de Morfeu e não aproveitei condignamente o meu tempo livre (a passear, a conhecer, a tomar um pequeno almoço à beira mar, a exercitar-me, a ler, a ver um filme and so on and on) e quando dou conta, não fiz nada de especial, o dia passou-se e nada me acrescentou (pelo menos é o pensamento recorrente) e já o sol se pôs… Se tenho muita coisa para fazer ao mesmo tempo, é porque assim não dá e não tenho tempo para nada; se não tenho nada para fazer é porque é um tédio e dou por mim esticada no sofá, sem que nada faça para que o tédio passe…

A esta hora estão vocês a pensar, mas ela queixa-se de tudo??? Nada a satisfaz??? Nada disso… Há muita coisa que me satisfaz, mas a verdade é que sou exigente, muito exigente, comigo, com os outros, com o mundo… Se bem que nos últimos tempos, me tenho tentado reeducar (a falar noutro post…)

Eu gostava, a sério que gostava, de ser como muitas das pessoas, do meu círculo de amigos, que encaram a vida de outra forma, as contrariedades com mais tranquilidade, as alterações de planos com outros olhos e tento… mas quando dou por mim, já estou, novamente no mesmo registo!

Vah, se calhar, não tanto como elas, porque para mim são muito “deixa andar”, um tanto ou quanto “amorfas” (eu adoro os meus amigos, atenção, mesmo os meus fofinhos mais totós, que de totós não têm nada e eles sabem o quanto gosto deles) e eu aprecio tomar as rédeas, ter voz activa e não me acanho de argumentar o que não me agrada!!!
Sou assim em todos os aspectos da minha vida, mas com plena consciência de que uma pequena dose de serenidade só me faria ser, ainda, mais feliz… me ensinaria a olhar e apreciar os pequenos momentos e detalhes de outra perspectiva.
Sou tão alegre, extrovertida e viva que às vezes até me fatigo (brincadeirinha, não canso nada), mas nunca aprendi a ser de outra forma, só que isto da idade, põe-nos a pensar, uma chatice é o que é ;).

Por outro lado questiono-me se, assim não fosse, viveria a vida com tamanha emoção como eu a vivo, com tanta vontade de viver, fazer e criar???


Positivo ou negativo? As duas metades do limão estão cá certamente, mas também estarão em qualquer outro lado!!!

E vocês? Fazem parte de que grupo? Stressadas e Dinâmicas ou Relaxadas?
Contem-nos tudo…

Bijou ***

Partilhar

7 comentários:

Ana disse...

Decididamente, sou do tipo relaxada. Mas é bom que se separem as águas nestes conceitos: uma pessoa relaxada não é, necessariamente, uma pessoa irresponsável ou preguiçosa. Nada disso! Encara-se é a vida de uma forma mais tranquila.
É verdade que há coisas que nos revoltam e stressam, mas...se pusermos as coisas em perspectiva, orientarmos o nosso pensamento e acção de forma positiva e optimista, conseguimos muita, mas mesmo muita paz de espírito.
Ter as nossas prioridades bem definidas também ajuda muito. E ser-se disciplinado também.

Closet2Me disse...

Claro que sim Ana ;), tal como uma pessoas stressada, não é uma pessoas insatisfeita, de mal com a vida, ou infeliz... Poderá ter a ver com educação, experiências de vida, forma de encarar as coisas, ou mesmo com a genética!!!
Se puderes, cede-me asimm, hummmm, 15% de calma, sim? :D
Beijinho ***

Maggie disse...

Eu sou stressada numas coisas, relaxada noutras...

Por exemplo qd surge um problema ou uma preocupação, sou menina para sofrer por antecipação, preocupar-me mto (o que é um desperdício de energia, mas enfim...). Neste aspecto sou mais para o ansioso, sim. Até me dar uma onda zen em que começo a deixar de me preocupar e a ficar com o pensamento mais positivo. É esta a minha maneira de lidar com a ansiedade. 1º preocupo-me mto com o problema, e depois tento acalmar-me a mim mesma com pensamento positivo.

E sou relaxada no aspecto mais profissional, por exemplo. Não sou pessoa de dar ao litro desnecessariamente para provar qq coisa. Sou bastante responsável e cumpro tudo o q tenho de cumprir, mas não prescindo da minha sanidade mental. Preciso muito do meu tempo livre, do tempo para mim mesma e para os meus. Para mim, tempo livre e de lazer, em que podemos realmente viver, é sagrado. Não vivo para trabalhar. Nesse aspecto pode-se dizer que sou mais pacífica, mais relaxada :D

***

sonia disse...

Definitivamente, stressada. E drama queen...

Closet2Me disse...

Maggie ora aí estão, equilibradamente, os dois lados da balança.. boa ;) concordo contigo, também preciso de tempo para mim e para os meus, mas ainda assim, tendo a cair mais no stressada, como a Sónia ;)... Se bem que passado, aquele impacto inicial, também começo a relevar!!!
Mulheres, vá-se lá enetender Ser tãoooo complexo :D

Suuu disse...

Eu sou exactamente como tu! Eu estou sempre preocupada. Isso de não dormir porque tenho que me levantar cedo é tal e qual sou sempre assim e depois ando mal o dia todo. E preocupo-me com coisas tão, mas tãooo insignificantes que enfim. Por outro lado não sou uma pessoa muito alegre nem extrovertida o que penso ser bem pior que a tua situação. Mas se arranjares um método para melhorar avisa pois também quero ;)

Closet2Me disse...

:) tenho vindo a fazer tentativas Su ;) mas se encontrar uma espécie de fórmula, eu partilho :D
O mais irritante disto tudo é que, quando estamos a preocupar-nos com coisas insignificantes, sabemos que elas não valem tanto esforço, mas ainda assim, não conseguimos deixar de o fazer...
Tenho mesmo que redefinir prioridades ;) Beijinho ***